Archive for the 'comunicação' Category

14
mar
11

Umas palavrinhas femininas sobre o Islã…

Não concordo, necessariamente, com tudo o que ela disse. Mas é interessante para a reflexão…

 

 

http://xa.yimg.com/kq/groups/1624466/1142659811/name/Mulher%20corajosa.wmv

09
mar
11

Human Planet (Planeta Humano) – Trailer BBC

Olha a BBC (British Broadcasting) aí com mais um documentário FODA. Ah, as emissoras PÚBLICAS… Sabe quando a GLOBO faria algo assim? NUNCA!

13
maio
09

Ser Sentimental: Reflexões para Além do Universo Musical!

“Somos donos de nossos atos,
mas não donos de nossos sentimentos;
Somos culpados pelo que fazemos,
mas não somos culpados pelo que sentimos;
Podemos prometer atos,
mas não podemos prometer sentimentos…
Atos são pássaros engailoados,
sentimentos são passaros em vôo”
Mário Quintana

sentimental

por Iza Prado

Sabe o porquê de existirem poucas pessoas sentimentais no mundo atual?

Segundo o jornalista, filósofo e ensaísta alemão Günther Anders, a resposta é simples e fácil: o mundo passou a ser uma representação que nos é entregue em domicílio. Logo, todos os sentimentos passam a ser descartados, pois não há necessidade de sentir por algo que é só uma representação, apenas uma simples aparência.

Desta forma, quem continua a ser sentimental diante destas representações entregue em domicílio passa a ser considerado um estranho, o diferente, basicamente um dinossauro. E, assim, ou esta pessoa se torna um reprimido – que usa a internet e a ficção para se libertar das amarras sociais – ou, então, aprende a descartar também seus sentimentos para se encaixar nesta sociedade que não sabe mais lidar com as questões sentimentais.

É triste, uma hipótese bem pessimista, mas que, para mim, se torna cada dia mais assertiva e verdadeira conforme entro neste louco universo da comunicação e da filosofia midiática!

Importante ressaltar também o mundo das representações propicia a repetição e a repetição excessiva gera um enfraquecimento do objeto – neste caso em específico, o mundo e as relações sociais. Ou seja, vemos uma repetição de representações e, no fundo, nos contentamos com isto, descartamos sentimentos – como compaixão e piedade – e vivemos satisfeitos com aquilo que nos é entregue e mastigado pelos ambientes comunicacionais.

E eu só fico a me perguntar: será que NÃO é hora de mudar isso? Será que não é o momento de começar a expressar os verdadeiros sentimentos? Será que não precisamos aprender a sentir de novo? Será que não precisamos voltar a usar o corpo para nos comunicar, cortando assim todas as intermediações e aparatos?

Enfim, apenas reflexões de uma pós-graduanda da Comunicação e Semiótica!




agosto 2017
D S T Q Q S S
« mar    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Páginas

Mercurio Cromo no Twitter