Arquivo para 26 de abril de 2009

26
abr
09

Labirinto – A Magia do Tempo

“You remind me of the babe.
(What babe?)
The babe with the power.
(What power?)
The Power of voodoo.
(Who do?)
You do.
(Do what?)
Remind me of the babe”
(Magic Dance – David Bowie)

090426_poster_labirinto

por Iza Prado

Uma menina com uma grande imaginação, um bebê e… David Bowie! Labirinto – A Magia do Tempo é um dos clássicos filmes para meninas e meninos que sonham com monstros, duendes e castelos fantásticos, ou que gostam de uma boa música… Afinal, a trilha sonora fez tanto sucesso quanto o filme e continua sendo muito boa!

Sarah é uma garota sonhadora, que vive entediada em sua vida normal, tendo que aturar a madrasta, o irmão mais novo e todas as coisas chatas e comuns que ela tem que fazer todos os dias. Por isso, ela se refugia em sua imaginação.

Um dia, cansada dos choros do menino, ela resolve seguir a dica de um de seus livros preferidos: “Labirinto”. Pede aos duendes que levem seu irmão para longe, bem longe. Mas é claro que ela não esperava que desse certo.

A campainha toca e é Jareth (David Bowie), o rei dos duendes, que leva o menino para o seu reino. Para salvar o irmão, Sarah precisa chegar ao castelo de Jareth, que fica no meio de um labirinto, e para isso vai enfrentar vários obstáculos, que envolvem seres fantásticos: duendes, fadas, guardas de portas que falam por meio de charadas.

No meio disto tudo, a trama se complica ainda mais: a jovem descobre que o duende charmoso está apaixonado por ela e que só criou a situação para chamar sua atenção. Logo, Sarah precisa salvar seu irmão, se livrar de Jareth e ainda aprender a lidar com todas as loucuras deste universo mágico.

Vale à pena conferir… É uma produção cinematográfica repleta de efeitos especiais e, principalmente, muita imaginação que traz de volta a crença num mundo de mágica e a crença em histórias fantásticas. E, sinceramente, é um filme que faz qualquer menina sonhar em ser princesa, de novo… Mesmo que o príncipe seja ninguém menos que David Bowie!

Atuação Principal

O cantor-ator-diretor-produtor (sim, ele já fez um pouco de tudo!) David Bowie está perfeito como Jareth, o rei dos duendes. Um verdadeiro pop-star! Ele canta em várias seqüências, interpreta como ninguém e tem o jeito lânguido e sinistro que seria de se esperar de um rei fantástico, além da cabeleira muito, muito 80, muito Bowie.

Mas por incrível que pareça, ele não foi a primeira opção do diretor para o papel: na fila estavam Sting e Michael Jackson. Sorte que o escolhido foi o camaleão do rock: bom para o filme e ótimo para a trilha sonora.

Decepção

O filme veio dentro do grupo do gênero fantasia, que foi moda no fim dos anos oitenta. Uma aposta feita e amargada por vários executivos, que tiveram que engolir esta decepção de bilheteria. Um desapontamento que atingiu, neste caso, George Lucas, que como produtor executivo de Labirinto preferiu não divulgar o valor gasto com o filme, ao saber que o mesmo tinha arrecadado apenas US$12.729.917,00.

090426_foto-labirinto

“Everything I've done, I've done for you. I move the stars for no one”

Anúncios



abril 2009
D S T Q Q S S
« mar   maio »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Páginas

Mercurio Cromo no Twitter

Anúncios